11.11.07

António Cluny: Advogados dos McCann têm “conversa da treta”…


O presidente do Sindicato dos Magistrados do Ministério Público, António Cluny, classificou como “conversa da treta” as alegações dos advogados do casal McCann, reproduzidas pelos Media ingleses, sobre a alegada falta de dinheiro da PJ para continuar a investigar o caso Madeleine.

A Imprensa inglesa citou ontem um dos advogados do casal (que contratou o bastonário da Ordem dos Advogados, Rogério Alves, e o seu presidente da Comissão dos Direitos Humanos, Pinto de Abreu, para além de vários dos mais caros advogados ingleses) que acusou a PJ de ter parado com as buscas de Madeleine McCann por ter esgotado o seu orçamento.

Esta é a segunda vez que o chamado “Team McCann” utiliza o argumento da falta de dinheiro para atacar a investigação levada a cabo pela PJ. Kate McCann usou esse argumento pela primeira vez em Setembro, no dia em que foi constituída arguida.

A mãe de Madeleine McCann desdobrou-se então em entrevistas a vários jornais ingleses, onde acusou a Polícia Judiciária de a estar a incriminar falsamente e de tentar encontrar a todo o custo, culpados pelo desaparecimento da criança, porque a PJ já tinha não tinha mais dinheiro para continuar a financiar as investigações.

Sem comentários: